19 de abr de 2013

Você vai ter que escolher..


Desde que mandei notícias pela última vez, algumas coisas aconteceram comigo. Mas o meu blog não foi feito pra ser um diário, e sim uma forma de compartilhar percepções minhas, decorrentes das experiências que vivo.
Hoje, vim falar daquele momento em que, diante de duas opções a seguir, você para e não sabe qual delas escolher. Dois caminhos distintos que parecem igualmente satisfatórios.

Então, você se depara com oportunidades pelas quais você esperava, e que você pensava que aconteceriam cada uma a seu momento. Mas elas não vieram devagar, vieram em avalanche. Por onde seguir? E, mais importante, como eliminar a dúvida depois de ter escolhido?

Para começar, percebi que querer e precisar são duas coisas diferentes. 
Querer envolve uma vontade, precisar, uma necessidade. 
E, algumas vezes por querer demais, perdemo-nos de encontrar aquilo de que realmente precisamos.


Particularmente, tenho alguns sonhos que me acompanham há um tempo. E, temo dizer, deixei a oportunidade passar em alguns deles. Isso significa que, por mais que ainda sejam sonhos e eu queira realizá-los, o timing talvez não encaixe. Calma, não estou dizendo que não realizei nenhum.


Quando a oportunidade bate na porta e viramos as costas, não adianta se arrepender. Você ainda pode tentar ficar esperando, mas, caso ela volte, vai escolher a hora em que você foi ao banheiro, ou dormir, ou vai chegar ao mesmo tempo em que a próxima oportunidade que você esperava.

E então, você vai ter que escolher.






Provavelmente, uma das oportunidades reflete o que um dia já foi uma necessidade sua, e outra satisfaz a necessidade presente. Existem tempos para as oportunidades. O que era bom pra você ontem, não necessariamente continua sendo a opção certa hoje. Nesse caso, fazer do futuro do pretérito, um pretérito imperfeito, pode ser teimosia









Ouvimos constantemente que temos que realizar nossos sonhos. 
Não nos dizem, contudo, que os sonhos mudam, e que não se pode ter tudo. 

Não estou dizendo que não se deve correr atrás de um sonho, ao contrário, digo que se deve correr atrás deles TODOS OS DIAS. Isso significa ter a coragem para assumir mudanças no meio do caminho, e paciência. Paciência porque, como uma conterrânea já dizia, o primeiro marshmallow nem sempre é o melhor.    


Não deveríamos tentar ordenar as oportunidades por preferência, porque tendemos a colocar em primeiro lugar o que mais queremos em curto prazo, deixando para depois o que queremos profundamente, mas demanda tempo. Ironicamente, achamos ter tempo..




LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...