29 de jun de 2013

Eu sabia..

"Dos curtos amores, você me parecia o menos provável. Vivi outros que foram mais intensos, mais longos, mais mentirosos. Os romances passageiros têm dessas coisas: solidão, carência, empatia, atração, simpatia, conversa. A gente cai sem perceber, e quando vê, reúne forças pra levantar.




Quando eu lhe conheci, eu tinha caído, estava me levantando. Não lhe levei a sério, porque não teve entre a gente aquele quê de efemeridade usual: aconteceu, simplesmente. Um olhou, o outro olhou, e de repente, a gente dançava. Foi tão sutil, que ninguém caiu.


E você sempre teve algo que me incomodava e lhe trazia de volta à lembrança. Aos amigos, eu dizia: ele é diferente dos outros. Mas esse discurso bobo já era tão repetido que nenhum deles acreditava mais. “Você é muito romântica”, eles me diziam. Demorei a encontrar essa sua diferença, mas agora eu sei: é a leveza.





Leveza de despretensão, de naturalidade, de conversa sem propósito e se conhecer sem pressa. De respeito, maturidade, sinceridade, paz. Nunca esperei demais, nem você nunca me prometeu também. Mas hoje, eu digo: trocaria todas as falsas promessas do futuro por uma verdadeira vinda de você."


Beatrice Cartiller

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...