7 de mai de 2010

Sobre como saber o que esperar muda a perspectiva

Finalmente encontrei um tema legal pra desenvolver. Vinha procurando há um tempo. Ontem passei a noite conversando com uma amiga, e ela estava online no msn dela. Durante a conversa, um ex-paquera com quem ela vem conversando veio falar com ela, e disse algumas verdades que eu percebi que incomodaram um pouco. Mas incomodariam a qualquer mulher. Eu acompanhei o "relacionamento" que eles tiveram, que foi bem curto e espaçado, porque ele mora em outra cidade. Eu lembro que ela me dizia que ele era o homem perfeito, inteligente, interessante, bonito, maduro, e etc. Mas, engraçado, ele sempre queria terminar a noite com ela você-sabe-onde. Mas ela não cedeu, e aparentemente isso foi um dos motivos do fim da história, porque ele sumiu em seguida. Mas, então, depois de um tempo, ele apareceu se explicando e ela acreditou. Conversa furada de homem cara de pau. Passaram um tempo sem se falar, e voltaram a se falar recentemente. Ele sempre dando encima dela, soltando diretas e indiretas, e ela sempre jogando com ele. Posso afirmar que essa minha amiga sempre foi meio independente, mas insistia em se meter em relacionamentos que nem ela queria. Agora, ela está mais realista, e me disse que não quer se envolver sério com ninguém, e que inclusive prefere que isso não aconteça num futuro próximo. Pois bem. Ela se relacionou com ele um pouco mais nova e ingênua, esperando que ele fosse o homem da vida dela. Hoje, ela me disse que sabe que talvez nem exista esse homem,e que se existir, ele não apareceu ainda. E esse ex-paquera não representa nada senão um homem bonito, interessante, atraente e charmoso, que pode ou não servir como uma companhia de alguns momentos, de acordo com a vontade de ambos. Na verdade, é o que os homens deveriam representar sempre pra gente. Porque é assim que as coisas são. Se tiver que haver algo além disso, com certeza não vai ser porque você esperou que houvesse, ou muito menos porque você disse no primeiro encontro que quer ter 3 filhos. É uma coisa NATURAL. Sabe o que ele disse pra ela ontem? "Eu não presto pra você, sou safado, infiel, cafajeste, mulherengo.. do pior tipo. Incorrigível.". Mas continuou dando encima dela e chamando ela pra sair. E dizendo que eles ainda iam sair de novo. Veja bem, eu sou mulher. Enquete rápida:
A maioria das mulheres escuta isso e pensa: a) não quero sair com um homem assim, b) eu posso fazer ele se apaixonar por mim, c) o que eu tenho a perder?, ou d) ótimo, com as intenções bem definidas ninguém se envolve. Posso garantir que 85% oscila entre a ou b. As que pensam a, são as que querem um relacionamento sério, casamento, um homem "fiel", do jeito que a Igreja prega, e não admitem esse "tipo de personalidade". A maioria acaba casando com um homem igual ou pior do que isso, porque são tão idealistas e cegas que nem percebem que é impossível achar um homem perfeito e que o que tá do lado delas é um exemplo claro de a-perfeição. As que pensam b, são do tipo dependentes emocionais, carentes, inseguras, sonhadoras, românticas. E eu nem preciso falar, que entrar num relacionamento desse tipo achando que vai mudar a opinião dele é uma furada. Garantia de sofrimento em menos de 1 ano. Algumas, corajosas e destemidas, pensam na letra c, e veem no que essa história pode dar, sem esperar muita coisa. E as do tipo d, são as mulheres-com-pensamento-de-homem, e existem algumas sendo educadas nessa escola por aí. Bem, e claro existem mulheres que são um pouco de cada, ou uma combinação de duas ou mais, dependendo da situação e do homem. Tem homens que realmente sabem enganar, mentir, fingir, e outros que nem precisam fingir, são escancarados. Tem pra todos os gostos.
Mas, o ponto que eu quero chegar é que, independente do tipo que você for, é bom que você saiba o que esperar. E tenha isso em mente. Minha amiga, por exemplo. Na primeira vez que saiu com esse fulano, esperava um namorado. Agora, ela sabe que, se sair com ele, não pode esperar isso. No máximo, um relacionamento casual. Mas agora ela sabe, porque ele fez questão de dizer, pra se isentar de culpa caso alguma coisa aconteça. O que ele quis dizer, basicamente, foi: "Eu não presto, mas quero ficar com você. Se você quiser, a gente pode se divertir, mas não venha me cobrar nada. Eu não estou disposto a entrar em nenhum tipo de relacionamento com você."
Seria bom que todos os homens fizessem isso. Ajudaria as mulheres a escolher melhor. Mas, fazendo ou não, eles sempre deixam pistas sobre o que querem, e como querem. Até porque, minha gente, sejamos realistas: quando o homem quer, o céu é o limite. Eles fazem o que for preciso pra conseguir a mulher que eles querem, porque é da natureza deles ser assim. Então, se você quer entrar num relacionamento com alguém que não dá o menor sinal de que você é essa mulher-incrível que vai fazê-lo querer ser o melhor homem do mundo pra você, não vá reclamar depois. Tudo é uma questão de escolha. Ás vezes o sofrimento vem e a gente reclama que não sabe porque, mas eu acredito que ninguém é ausente de culpa ou inocente. De uma forma ou de outra, suas atitudes influenciaram no que você passou, passa ou vai passar. Certo, mas mesmo assim, é preciso lembrar que existe um período PROBATÓRIO, que pode durar de dias a anos, dependendo do caso, onde as coisas precisam acontecer naturalmente. Isso significa que não adianta forçar, pressionar, fazer macumba, ir em cartomante, arrumar outro, seduzir, não adianta. Você precisa esperar e deixar que aconteça. Adiantar as horas do relógio não vai fazer o tempo passar. E quer saber? Eu acho que esse comportamento deveria ser universal. Essa história de toda mulher ter que namorar, casar, obrigatoriamente, acaba deixando todas as mulheres desnorteadas. Porque esse diabinho de "vida ideal e perfeita" insiste em ficar falando no nosso ouvido, e muitas vezes a gente segue o que ele manda e esquece de fazer o que o anjo fala. E o que é que o anjo fala? Cuide da sua vida. Cuide do que você gosta de fazer. Cuide de você. Cultive seus amigos, seus hábitos. Crie uma perspectiva de vida onde você é feliz independente de quem esteja com você. Afinal, mesmo o relacionamento é finito. Alguns duram até que a morte os separe. Mas, pelo amor de Deus, isso só deve acontecer sob a condição de felicidade mútua. Antes do relacionamento, de um namorado (a) aqui ou ali, o maior problema da sua vida é e tem que ser sempre: o que me faz feliz?

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Twin temática muito interessante.. mas sugiro que você estreite os laços com a síntese e rompa com a prolixidade! No mais... continuo lendo.. ainda que em silêncio!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...