10 de dez de 2008

Pensar.

Começarei citando um clichê: relacionamento é uma coisa complicada. Disso, eu sei que ninguém tem dúvidas. Inclusive eu, insisto em dizer, na minha pouca experiência, tenho conhecimento o suficiente para afirmar tal coisa.
Uma das coisas que me surpreende no meio das conversas diárias, semanais, mensais e anuais que eu tenho com tantas pessoas, é a atitude de muitas delas de me olhar e dizer: “Eu nunca tinha pensado nisso”. Mas, como, não tinha pensado? Pensar é uma quase obrigação do homem! Porque? Ah, se você ousasse, há algumas décadas, perguntar tal coisa, seria punido somente pelo ato de tê-lo feito. E ainda ousam perguntar hoje porque devemos pensar. Parece-me muito claro. Pessoas morreram e abdicaram de suas vidas pessoais em nome da afirmação desse nosso direito. Do “livre-pensar”. Não quero entrar aqui nos méritos de ser esse direito um pseudo, porque, mesmo o sendo, ainda é um fato tão concreto como se não o fosse.
Ouso, pois, dizer que um dos motivos para tantos relacionamentos problemáticos e tantos casos infelizes, é essa insistência humana na fuga. Na fuga de enfrentar-se, de perguntar, de duvidar, de não conformar-se. O comodismo das relações, isso me entristece. Porque as pessoas vivem dizendo-se infelizes, incompreendidas, mas muitas nem compreendem a si mesmas! Como um alguém, que não você, pode comprender aquilo que lhe escapa? É como exigir que se aprecie uma obra de arte, quando ali existe somente a argila. A compreensão, a serenidade, são valores que são adquiridos, assim como as formas de uma escultura, pelo esforço constante e sincero do artista. E nesse caso, quem pode ser o artista, senão você? O que seria o livre-arbítrio, senão essa possibilidade de livre escolha?

Um comentário:

  1. Relacionamento é muito complicado mas se a sintonia entre duas pessoas existir tudo será simples! Achar a pessoa certa nos dias de hoje é quase que impossivel mas ao mesmo tempo esta pessoa que procuramos pode estar tão proximo e não conseguimos encherga-la por nos esquecermos de olhar os detalhes a nossa volta e so olharmos a quem não nos merece isto é uma realidade fatal que vem acontecendo por isso o termino de namoros e até casamentos por ter achado que era a pessoa certa e não ser então deve-se olhar além das quatro paredes! E observar nos pequenos detalhes quem merece o nosso amor!
    Beijos Romanticos do seu poeta Leo! Para a minha musa, escritora e poeta!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...