30 de set de 2011

Saudosidades - Última parte



Parou na lembrança de seu penúltimo aniversário, quando completara 25 anos. “Eu tinha ido trabalhar somente pela manhã, planejava encontrar meu namorado para o almoço e dali iríamos para a casa de uns amigos na serra, comemorar no fim de semana. Lembro de como estava frio e como o clima estava agradável na viagem, e de como eu tinha achado estranho aquela quantidade de carros estacionada no condomínio, para uma noite de sexta-feira, num final de semana comum. E como de repente saíram pessoas de todos os lados, assim que desci do carro, gritando surpresa e me abraçando, era minha primeira festa surpresa. Mas a maior delas viria no final da noite, quando inesperadamente meu namorado na época me pediu em casamento. A única lembrança que tenho foi que chorei e balancei positivamente a cabeça, um dos poucos momentos na vida em que perdi a fala..”
Abriu os olhos e viu que já havia escurecido. Levantou-se, foi comer alguma coisa e deitar-se. O dia seguinte prometia ser cheio.
Seis horas da manhã, sabia que o primeiro convidado chegaria logo. Um a um, diversos carros foram chegando, de amigos que iriam ficar hospedados na sua casa ou em algum hotel próximo, todos aqueles que haviam povoado suas lembranças do dia anterior. Seus pais, amigos de infância, de faculdade, familiares, ao final da tarde todos já haviam chegado. Estava se arrumando no quarto, sua mãe estava no quarto ao seu lado, conversando sobre trivialidades. Quando ficou pronta, saiu do quarto e viu que ele estava a sua espera. Sorriam um pro outro, abraçaram-se enquanto ele dizia em seu ouvido: está pronta para sua última noite de solteira?
O jantar estava na mesa e todos estavam esperando que os dois descessem. Não conseguia conter a alegria de ter conseguido reunir tantas pessoas especiais para ela e seu noivo, e de saber que casaria assim que o sol nascesse. Quando o jantar terminou, ela se levantou e pediu pra falar:
            - Hoje eu vou falar, ao contrário do dia do nosso noivado. Mas vou ser breve, porque não quero perder um minuto a mais da companhia de todos vocês, aqui presentes. Então, além de agradecer por terem vindo, quero agradecer por terem feito e ainda estarem fazendo parte da minha, da nossa vida. Amanhã vou me casar e dividir a vida com o homem que eu escolhi, e a alegria que isso me traz só não ganha de uma. A de ver todos vocês e poder olhar pra trás, as lembranças que temos, e também imaginar que teremos muitas outras. Querido, me desculpe, mas a verdade é que, a partir de amanhã você vai ter um grande pedaço do meu amor, mas vai ter que se acostumar a dividi-lo com todas as outras pessoas da minha vida. Eu não seria nada se qualquer um de vocês estivesse faltando. Obrigada!
Foto: Maíra Erlich  

         

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...